COM MEDO DE VAIAS, DILMA E BLATTER NÃO DEVEM DISCURSAR NA ABERTURA DA COPA.

Com medo de novas vaias, Dilma e Blatter não devem discursar na abertura da Copa

Para evitar vaias, como aconteceu durante a Copa das Confederações, a presidente Dilma Rousseff e o mandatário da Fifa, Joseph Blatter, não vão discursar na cerimônia de abertura da Copa do Mundo, no dia 12 de junho, no Itaquerão, antes da primeira partida da competição, entre Brasil e Croácia. "Vamos fazer a cerimônia de uma maneira em que não aconteçam discursos", disse Blatter, em entrevista à agência de notícias alemã DPA. No ano passado, a Copa das Confederações coincidiu com uma onda de manifestações populares que tomou conta das ruas das principais cidades brasileiras. Na pauta dos protestos, estavam os custos públicos com a organização do Mundial. "Estou convencido que os protestos sociais não vão poder utilizar os mesmos argumentos usados na Copa das Confederações porque eles não são válidos. Estou convencido de que a situação se tranquilizou", disse Blatter.

0 comentários:

Copyright © 2012 blog do erê.