ELEIÇÕES 2014: PSB QUER LIDICE CANDIDATA AO GOVERNO.

Apesar de algumas resistências à antecipação do debate sobre as eleições de 2014, a senadora Lídice da Mata, líder do PSB, está no centro das discussões que possibilitam a ascensão de seu nome para a disputa ao governo baiano no próximo ano.
Socialistas baianos reafirmaram essa tendência ao divulgarem uma resolução recente do partido que destaca o total apoio à candidatura do presidente nacional da sigla, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, à Presidência da República. A partir dessa conclusão, no âmbito partidário, o ambiente é de muita expectativa para que o cenário favorável a Lídice permaneça.
Nos bastidores consta que até mesmo o secretário estadual deTurismo, Domingos Leonelli, que teria ponderado ao lembrar a necessidade de apoio do governador Jaques Wagner (PT), mudou o posicionamento ao ressaltar a naturalidade da sigla em planejar um salto maior.
A convicção de que o momento viabiliza esse desejo, a falta de representação na Câmara Federal e a presença de apenas dois deputados na Assembleia também têm servido de estímulo. Há lideranças que enfatizam a tentativa de convencer o PT a ceder espaço para a senadora na empreitada ao Palácio de Ondina.
“Se o PT for inteligente apoia a senadora Lídice para o governo da Bahia, pois nas pesquisas ela está bem mais na frente do que os pré-candidatos do PT. Além disso, sempre abriu mão de suas postulações para apoiar os petistas, como aconteceu na disputa à prefeitura de Salvador, quando deixou de sair candidata para apoiar Walter Pinheiro (atual senador) e Nelson Pelegrino (deputado federal)”, defendeu o deputado estadual Capitão Tadeu.
Segundo o parlamentar, a senadora deve se candidatar independentemente de Campos entrar na briga pelo Palácio do Planalto. “É desejo de todo o partido”. O secretário geral do PSB, Rodrigo Hitta, admitiu que as pesquisas estimulam essa perspectiva. “Estamos animados com os índices e esperamos crescer ainda mais para que possamos disputar a candidatura da base do governo”, afirmou. Ele não descarta a possibilidade de Lídice conquistar esse espaço junto ao PT. “Em política, ganha não a amizade, mas a força”, disse. Notícia da Tribuna da Bahia.

0 comentários:

Copyright © 2012 blog do erê.