PSB REALIZA SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO PENSANDO A BAHIA.

2

O Partido Socialista Brasileiro (PSB-BA) realizou, na manhã deste sábado (08), o primeiro seminário de formação dos parlamentares e lideranças de 2013. Com o tema “Planejamento e Desenvolvimento da Bahia e os Territórios de Identidade” o evento teve o objetivo de  potencializar a discussão de temas relevantes no cenário baiano e possibilitar a formação política dos quadros da legenda, com vistas às eleições de 2014.
O seminário de formação, realizado no auditório do Hotel Monte Pascoal, na Barra, teve como palestrantes Alberto Dourado e Ronald Lobato e foi mediado pela presidente estadual do PSB, senadora Lídice da Mata.

“A discussão de temas importantes e complexos relacionados à Bahia é de fundamental importância para formação dos candidatos que anseiam concorrer nas eleições do próximo ano, a deputado estadual ou federal. Essas informações subsidiarão o planejamento da atuação política dos quadros do PSB nos seus respectivos municípios”, explicou Lídice da Mata, reforçando que os encontros também serão realizados no interior do Estado, em data ainda a ser definida.

Territórios
De acordo com relatório de 2012, da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), o Estado conta com 27 Territórios de Identidade. “Isso é uma novidade no planejamento, pois antes não se contemplavam as comunidades quanto ao espaço que elas viviam e aí ficava uma pergunta no ar: Onde é que a comunidade se sente pertencente? Esse é o princípio do território de identidade”, definiu o economista Alberto Dourado.  Ele também elencou a problemática do Território 17, que compreende a área do Semiárido Nordeste II.

“Houve uma drástica mudança de perfil, de 2011 pra cá, dos produtos alimentares como milho, feijão e farinha, em função da seca que assola o Nordeste. A Bahia tem uma riqueza de recursos hídricos, mas ainda assim vem sofrendo com a seca que está dizimando a produção do semiárido”, lembrou.
O  economista Ronald Lobato, citou o projeto Canal Águas do Sertão Baiano, da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), que visa levar água do rio São Francisco às bacias hidrográficas dos rios Itapecuru e Jacuípe para consumo da população das regiões que mais sofrem com as estiagens na Bahia. “A seca não é um fenômeno recente e interfere diretamente na questão social. A seca no Nordeste tende a piorar, também, por conta dos fenômenos climáticos”, afirmou.
O Superintendente da Codevasf – 5ª Região, Emanuel Lima, emendou: “Ninguém vai acabar com a seca. O governo tem que fazer um trabalho de convivência com ela. Tem trecho do rio São Francisco que você atravessa andando por conta do assoreamento. É preciso medidas enérgicas com projetos a curto prazo”, destacou.

O Seminário contou com  as presenças do secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli; do diretor de Desenvolvimento de Negócio da Codeba, Carlos Tramm; do primeiro-secretário do PSB, Rodrigo Hita; do coordenador político do mandato no Senado, James Lewis e dos membros da executiva estadual, Sérgio Gaudenzi, Claudemir Nonato, Ari Sena, Ari da Mata, Davi Souza, Leandro Gaudenzi e Luciana Cruz. Vereadores de Salvador e Região Metropolitana, São Francisco do Conde, Alagoinhas, Vitória da Conquista, Itacaré, Dias D’Ávila, entre outros municípios
 Ascom / PSB-BA

0 comentários:

Copyright © 2012 blog do erê.