'O PSB É UMA ALTERNATIVA DE PODER PARA O BRASIL' - DIZ ERUNDINA.





“Se nós estivéssemos absolutamente satisfeitos e contentes com o que está se dando...” A frase incompleta da deputada Luiza Erundina diz muito sobre o atual momento do seu partido, o PSB. Para ela, se a sigla estivesse absolutamente satisfeita e contente com o governo Dilma Rousseff, do qual faz parte, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, não estaria protagonizando o papel de possível candidato à Presidência em 2014. Em entrevista ao jornal O Estado de S Paulo, Erundina defendeu que o PSB se apresente como alternativa de poder.

A parlamentar afirma que uma possível candidatura socialista não configuraria um rompimento com o PT. “A direção nacional não discutiu essa questão, mas a tendência é consolidar o projeto de uma candidatura. O PSB sustentou os projetos do PT desde 1989. Mas a sigla cresceu e está seguindo o roteiro de qualquer partido, que é ser uma alternativa de poder no País”, avaliou.

Erundina endossou o discurso proferido Brasil afora pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), de que é possível fazer mais na administração federal. “Sim. Senão, não seria um outro partido, não seria um outro candidato. Se nós estivéssemos absolutamente satisfeitos e contentes com o que está se dando... Se não tivesse alguma nuance que pudesse destoar do atual governo, por que quer ser candidato?”, questionou.

Essas nuances, alega ela, fariam parte de um projeto de gestão alternativo ao atual. “As gestões do governo Lula e Dilma são muito centralizadas e muito condicionadas apenas ao apoio do Congresso. Tudo é pretexto para dizer que não se pode fazer tal coisa por conta da governabilidade”, reclamou. Erundina prevê que em determinado momento, o PSB terá que se desfazer dos gargos no Governo Federal, para evitar questionamentos, mas ressaltou que o partido foi uma das forças que elegeram Dilma e tem ajudado a construir suas políticas.




















 

0 comentários:

Copyright © 2012 blog do erê.